Olá Pessoal, hoje vou falar sobre uma prática muito conhecida por todos: o aeróbico em jejum. Para o desenvolvimento do assunto, gostaria de discutir o artigo “BODY COMPOSITION CHANGES ASSOCIATED WITH FASTED VERSUS NON-FASTED AEROBIC EXERCISE”, publicado no ano passado (quem quiser ler o artigo na íntegra, só fazer um “google” no título)

Resumidamente, os autores concluem que as mudanças da composição corporal, que ocorrem com a associação entre exercício aeróbico e dieta hipocalórica, acontecem da mesma forma, independentemente se o exercício é feito em jejum ou não.

Ou seja: não vamos emagrecer mais nos exercitando em jejum. Acho muito interessante o resultado que o artigo nos traz, pois sempre devemos ter senso crítico e refletir sobre a nossa conduta antes de adotarmos algumas estratégias mirabolantes que existem por ai. O que eu sempre pensei foi:

1) Se o exercício for em jejum, deverá ser executado com baixa intensidade e não pode ser prolongado, pois, caso contrário, pode causar hipoglicemia.

2) Se o exercício for praticado nessas condições, o gasto energético não será tão alto.

3) Se o gasto energético não for alto, mesmo que, no jejum, se “queimasse” mais gordura, será que isso realmente faria a diferença?

4) Se praticamos o exercício estando alimentados, teremos capacidade de treinar com mais intensidade e por mais tempo, promovendo, portanto, maior gasto energético. Então, será que isso não seria melhor para quem deseja emagrecer?

Muita gente, na tentativa de perder peso, acaba utilizando alternativas “radicais”, acreditando que existe alguma fórmula mágica! E se esquece que o básico e o simples são o que realmente funcionam! Não podemos ser afoitos! Se estamos 10kg acima do peso, não os adquirimos do dia para a noite. Portanto, também não os perderemos do dia para a noite!

Dieta, exercício e disciplina: essa é a regra! O resto não passa de conversa fiada, que nos faz perder um precioso tempo!

Caso tenha alguma dúvida ou sugestão, mande um e-mail [email protected]

Siga também no instagram @joaoalfredo.pedroso