O que é a S.O.P (Síndrome do Ovário Policístico)?

Primeiro é preciso entender o que é um cisto, para começarmos  entender o que é SOP – síndrome dos ovários policísticos.

Poli = muitos e cístico  vem de cistos, por isso a palavra ovário policístico.

Cistos são bolsinhas com conteúdo líquido dentro e que pode aparecer em qualquer parte do corpo. No caso da mulher essa bolsinha aparece todo mês durante seu ciclo menstrual, e recebe o nome de folículo e dentro dele está o óvulo.

Na ovulação esse saquinho se rompe e o óvulo sai e segue direto para s trompas onde o espermatozoide pode ou não fertilizá-lo, caso ocorra uma relação sexual, neste caso aqui esse saquinho, ou, cisto não é doença, é um cisto normal.

E quando esses saquinhos se tornam doença?

Quando um ou mais cistos se formam fora dessas características.

SOP (síndrome dos ovários policísticos) é um distúrbio que acomete de 5 a 10% das mulheres na fase reprodutiva, caracterizada pelo hiperandrogenismo que é o aumento de testosterona (hormônio masculino), androstenediona e hiperinsulinemia com resistência à insulina que é a principal causa deste distúrbio.

Ou seja, é uma síndrome causada por alterações hormonais e que pode repercutir por todo o organismo bem como causar vários sintomas.

Dentre esses sintomas verificamos os seguintes:

  • Ganho de peso
  • Acne e
  • Pele oleosa
  • Queda de cabelo
  • Irritabilidade
  • Ansiedade
  • Depressão
  • Enxaqueca
  • Hirsutismo (aumento de pêlo no corpo)
  • Desregularão da menstruação ou anovulação
  • Infertilidade

Em 2007 a Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia apontaram para uma das possíveis causas da síndrome do ovário policístico, a resistência insulínica.

Observou-se que por causa da mudança de hábitos alimentares e de atividades físicas, as mulheres apresentavam ainda maior quantidade de problemas como a diabetes mellitus, hipertensão, obesidade, desregulação metabólica e dislipidemia.

Diante de testes executados perceberam a ocorrência concomitante de todas estas alterações, associada a um quadro de resistência insulínica, compondo a chamada síndrome metabólica, que cursa com importante aumento do risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares severas.

Diante desta e de várias pesquisas que apontam a resistência insulínica como uma das causas para obesidade em pacientes com SOP, cabe a nós o seguinte questionamento:

Como tratar a SOP- Síndrome do ovário policístico?

Temos 3 noticias:

  1.  Infelizmente hoje em dia, a primeira conduta medica para tratamento é o uso de anticoncepcionais, que tratam apenas os SINTOMAS deixando de lado a causa do problema, expondo assim as mulheres a todos os efeitos colaterais desses medicamentos, deixando de lado o tratamento principal.
  2.  Acabar com o quadro de resistência a insulina causada pelo aumento crônico de insulina no sangue que é estimulada pelo consumo excessivo de carboidratos e alimentos pró-inflamatórios! Ou seja, é indispensável trabalhar encima da causa, adequando a dieta e os hábitos de vida incluindo exercício físico.
  3.  Modulação hormonal, um tratamento feito com ginecologistas e endocrinologistas, que em parceria irão trabalhar em cima de vários fatores ligados a causa da SOP.

Mas fique sabendo que ter síndrome do ovário policístico não te impede de emagrecer. Como dito antes o alto consumo de carboidrato eleva a insulina no seu organismo e devido a um processo metabólico falho, leva você a desenvolver a sop e outros problemas de saúde.

Sabendo disso que tal então começar agora o seu tratamento?

Existem ações que te ajudarão, não só amenizar desde já alguns sintomas da SOP, bem como outros que vem junto com ela.

Quer saber quais são?

O Dr. Hussein Awada no seu instagam  @drhusseinawada dá algumas dicas:

  1. Comece a mudar seus hábitos.
  2. Inclua atividade física em sua vida.
  3. Comece uma dieta saudável, com baixas quantidades de carboidrato, isenta de alimentos pró-inflamatórios (glúten, leite de vaca e derivados, industrializados…)
  4. Use o óleo de coco. Ele inibe 5-alfa redutase diminuindo o hiperandrogenismo e diminui queda de cabelo quando usamos no couro cabeludo!

Com essas quatro dicas é possível você já começar a melhorar sua qualidade de vida enquanto busca um profissional para te ajudar a cuidar de você.

E parafraseando uma frase do Dr. Hussein Awada:

“_A doença é a ausência de saúde, basta trabalhar com a melhora da saúde que a doença é curada!”

Todas as informações deste artigo tiveram referências nas fontes aqui abaixo:

Dr. Hussein Awada, instagam @drhusseinawada .

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302004000200005

http://www.ipgo.com.br/sindrome-dos-ovarios-policisticos-sop/

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-72032007000300001 Rev. Bras. Ginecol. Obstet. vol.29 no.3 Rio de Janeiro Mar. 2007