Oi gente!!! Hoje, uma matéria super especial com o meu amigo e orientador físico, Diego Favarim.

Para mais matérias sobre  o Diego com a gente, é só clicar AQUI !

RESPIRAÇÃO NA MUSCULAÇÃO

 

O objetivo da respiração durante o treino de musculação é fornecer o
oxigênio para a corrente sanguínea que transportará os nutrientes
necessários para  todo o corpo.
Quase que diariamente, surgem várias dúvidas a respeito desse assunto,
do tipo: “Professor, que horas ou quando eu devo respirar?”
E eu costumo responder: “Enquando Deus lhe der fôlego, respire!”
Digo aos meus alunos que não existe o certo ou errado na respiração,
mas sim o que por mais adequado e confortável para o praticante no
momento da atividade, porém, para esclarecer melhor, existe sim alguns
tipos de respiração que nos ajudam bastante na musculação.

Respiração Passiva: Ocorre quando se  expira (saída do ar) na fase
concêntrica (contração muscular) e se inspira (entrada de ar) na fase
excêntrica (alongamento muscular).

Respiração Ativa: É aquela onde se inspira quando se começa a fazer
força, o tipo mais difícil, menos utilizada, pois não permite
concentração eficiente da musculatura, diminuindo a eficiência e
segurança nos movimentos.

Respiração Bloqueada (Apnéia): Quando se prende a respiração durante
parte da execução dos movimentos, normalmente é o tipo utilizado em
treinos de força. Deve-se ter cuidado, pois quando bloqueamos a glote
(Manobra de Valsalva), pode-se ocasionar aumento da pressão arterial e
causar tontura e em alguns casos, desmaios.

Em todos os casos, a respiração dependerá da periodização do treino
para cada indíviduo, e este deverá sempre receber orientação do
profissional de Educação Física ou Médico, afim de se escolher a
melhor maneira para atingir o objetivo desejado.