Mencionamos diversas vezes aqui sobre o efeito da dieta cetogênica na perda de peso, ganho de saúde e qualidade de vida, uma vez que ela faz com que nosso organismo se restabeleça em suas origens.

Hoje trataremos da dieta cetogênica especificamente sobre os efeitos dela nas atividades físicas. O fato é que a dieta cetogênica pode lhe render excelentes resultados, desde que os exercícios sejam executados de maneira correta com uma respiração correta.

 

Vamos ver o que a pesquisa diz sobre a dieta cetogênica e a atividade fisica:

Segundo um estudo com oito sujeitos do sexo masculino, com idade de 28,3 ± 3,9 anos, com pelo menos cinco anos de experiência de treinamento e competição em ciclismo onde passaram por diferentes protocolos  de atividade física intensa e também uma dieta mista cetogênica,

A dieta cetogênica estimulou mudanças na massa corporal e na sua composição corporal, bem como nos perfis lipídico e lipoprotéico. Esta pesquisa indicou que com a dieta cetogênica os atletas tiveram maior absolvição de oxigênio aumentando a massa corporal e diminuindo a massa gorda, além disso, houve uma oxidação maior da gordura.

As alterações nas concentrações de insulina e cortisol decorrentes da intervenção dietética confirmam o conceito de que o mecanismo glucostático (produção de glicogênio, glicose) controla as respostas hormonais e metabólicas ao exercício.

Vários estudos com atletas competitivos indicaram que dietas cetogênicas de baixo carboidrato não comprometem a resistência aeróbia e o desempenho de força explosiva, ao mesmo tempo em que diminuem o peso corporal e a massa gorda

A maioria dos estudos com atletas de resistência indicam que a Cetose prolongada resulta em uma adaptação, após a qual os ácidos graxos livres se tornam o principal combustível metabólico, e a utilização de carboidratos é marcadamente reduzida durante o exercício moderado, porém exaustivo.  Assim, a justificativa para um baixo carboidrato, dieta rica em gordura em esportes de resistência é utilizar uma fonte de combustível mais concentrado para abrandar a taxa de uso de carboidratos durante o exercício.

Pois bem este estudo ainda explica que para um melhor resultado corporal sem perda de massa magra, mantendo essa massa e diminuindo o percentual de gordura corporal é interessante o uso de fontes de gordura com ação prolongada por isso enfatizamos nas matérias anteriores a necessidade de alimentos ricos em gorduras boas.

A pesquisa conclui que dietas de alto teor de gordura (70%) em longo prazo podem ser favoráveis para os atletas de resistência aeróbia, (ciclistas e corredores) durante a época preparatória, quando predomina no treinamento um volume alto e baixo a moderada intensidade de cargas de treinamento. O treinamento de alto volume (musculação, por exemplo) em uma dieta cetogênica aumenta o metabolismo (queima) de gordura durante o exercício, reduz a massa corporal e o teor de gordura e diminui os danos musculares pós-exercício.

Portanto há bases cientificas que comprovam que a dieta cetogênica não te fará perder massa muscular, tampouco aumentará para níveis ruins seu colesterol LDL, o cortisol e outros.

Mais uma vez comprovamos que a dieta cetogênica é muito mais do que uma dieta de modinha, ela é capaz de restabelecer a saúde de pessoas com resistência insulínica, pessoas com níveis de colesterol alto, pessoas com diabetes, e uma opção altamente usada para o tratamento de pessoas com epilepsia.

Então se você é praticante de atividade física e ainda tinha receio de aderir em definitivo este estilo de vida cetogênica, pode fazê-lo despreocupado.

Existem muitos estudos sobre esse assunto fora do Brasil, aqui somos ainda bem pequenos nesses estudos, mas se cada vez mais falarmos desse assunto mais pessoas terão a oportunidade de resgatar a sua saúde.

Caso queiram ler na íntegra este estudo de 2014 segue aqui o link desta fonte:

  • http://www.mdpi.com/2072-6643/6/7/2493/htm
  • https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4113752/
  • ZAJAC, A. et al. The Effects of a Ketogenic Diet on Exercise Metabolism and Physical Performance in Off-Road Cyclists, Nutrients, v.6, p.2493-2508, 2014
  • Departamento de Treinamento Esportivo-Academia de Educação Física im. J. Kukuczki em Katowice, Mikolowska 72a, 40-065 Katowice, Polónia
  • Departamento de Bioquímica-Academia de Educação Física im. J. Kukuczki em Katowice, Mikolowska 72a, 40-065 Katowice, Polónia
  • Departamento de Nutrição Esportiva-Academia de Educação Física im. J. Kukuczki em Katowice, Mikolowska 72a, 40-065 Katowice, Polónia