Fase Keto adaptado Low Primal

Na matéria anterior, O QUE É E COMO FUNCIONA A DIETA CETOGÊNICA, aprendemos:
Que a dieta cetogênica é uma low-carb, de alto teor de gordura que oferece muitos benefícios à saúde.
Trata-se de reduzir drasticamente o consumo de carboidratos, e substituí-los por boa gordura.

Aprendemos também que a redução de carboidratos coloca seu corpo em um estado chamado Cetose metabólica. E quando isso acontece, o seu corpo torna-se extremamente eficiente na queima de gordura para a energia.

Entendemos que este processo pode mesmo ter benefícios para a saúde na prevenção e efetivo tratamento contra a diabetes, o câncer, a epilepsia e a doença de Alzheimer.

Hoje vamos aprender sobre como fazer esta dieta.

Conforme já vimos na dieta cetogênica ou keto é a gordura acumulada dentro da gente que vira fonte de energia para nosso corpo.

Então na fase da dieta cetogênica, aumentaremos a quantidade de gordura para 40% e diminuiremos a de carboidratos para 20 – 40 gramas, mantendo a quantidade de proteína e o número de refeições.

Pode ser que você se pergunte, por que mudar a dieta?

Na verdade, não haverá mudança substancial. Apenas serão retirados alguns carboidratos para facilitar o processo, e a quantidade de gorduras será aumentada. (Tudo isso com orientação de seu profissional de nutrição)

  • Quando devo começar a dieta keto?

Quando estiver pronto para abraçar um novo estilo de vida. Sim, Low carb high fat passará a ser sua filosofia alimentar, muito mais densa e nutritiva.

  • Qual a perda que posso esperar?

De 0,5 kg a 1 kg por semana.

  • Sou obrigado a mudar?

Não, mas tenha em mente que as dietas tendem a fazer platô, e uma forma de escapar disso é variar o estilo alimentar dentro do mesmo conceito, dando novos estímulos ao seu corpo.

  • Os alimentos vão mudar?

Carboidratos provindos de tubérculos e de amido serão eliminados assim como as frutas silvestres. Enquanto carboidratos de saladas e vegetais sem amido podem permanecer. Óleos aumentam de dose e proteínas serão mantidas ou discretamente elevadas.

Alguns cuidados importantes durante a dieta cetogênica

Eletrólitos; Sódio

O excesso de insulina também ativa a retenção de fluido pelos rins. Quando entrar na dieta, você provavelmente acordará a noite para urinar mais vezes do que antes.

A boa notícia é que liberar este excesso de líquido facilita a oxidação de gordura. A má notícia é que a água eliminada leva consigo sódio essencial e eletrólitos.

Quando os níveis de sódio caem (o que pode acontecer muito rápido), há efeitos colaterais como dor de cabeça, queda de energia, tonturas e cãibras.

Abandonar os alimentos embalados elimina uma grande quantidade de sódio da dieta devido à desidratação. Então, aumente a ingestão de água e sal do Himalaia na dieta.

Se não quiser perder massa muscular magra, preste atenção nas informações a seguir.

Potássio:

Perder muito sódio através do efeito diurético (má retenção de água) de uma dieta low-carb, o levará a perder também muito potássio, cuja deficiência causa, com baixo consumo energético, pernas pesadas, ânsias de sal e tonturas.

Você vai perguntar o seguinte: Como vou começar a ingerir potássio se a dieta não permite comer bananas ou batatas (especialmente quem sofre de pressão alta)?A resposta é simples: Coma Abacate!

Mas temos mais algumas opções observe:

  1.  Ervas seca: salsa, manjericão, cúrcuma em pó, açafrão e orégano.
  2. Páprica e pó de pimentão vermelho.
  3. Pó de cacau e chocolate escuro > 85%.
  4.  Nozes: amêndoas, avelãs e coco.
  5. Sementes: abóbora, girassol e linhaça.
  6.  Peixes: salmão, linguado e atum.

Atenção hipertensos e com tendência a hipertensão

Pressão arterial elevada e nível descontrolado de açúcar no sangue caminham de mãos dadas. A insulina leva à retenção de sódio e de líquidos, que faz com que a pressão arterial aumente e pode causar insuficiência cardíaca congestiva.

Para melhorar a saúde do coração, a primeira atitude é não remover o sódio. Ao contrário, é recomendado eliminar da sua dieta todos os grãos e açúcares, sobretudo a frutose, até que a pressão arterial e o peso estejam sob controle.

Açúcar e grãos (incluindo qualquer tipo de pão, massas, milho, batata ou arroz) elevam seus níveis de insulina e sua pressão arterial.

A frutose é um açúcar metabolizado pelo fígado; decompondo-se em uma série de resíduos nada saudáveis. O ácido úrico é um desses resíduos, que inibe o óxido nítrico nos vasos sanguíneos, reduzindo sua elasticidade e elevando a pressão arterial.

A ideia aqui não é lhe ensinar a prescrever o potássio, mas sim incentivá-lo a ingerir alimentos que o contenham.
Comece eliminando as toxinas alimentares citadas anteriormente e sua pressão arterial diminuirá.

Magnésio:

A maioria das pessoas que sofre de síndrome metabólica está acima do peso, é resistente à insulina, têm pressão alta ou é diabético e deficiente em magnésio.

A pessoa resistente à insulina não consegue armazenar magnésio, que, durante a dieta, é retido pelas células não resistentes e eliminado. A função do magnésio em suas células é relaxar os músculos.

Se o seu nível de magnésio estiver muito baixo, os vasos sanguíneos se contraem em vez de relaxar, o que aumenta a pressão arterial e diminui a energia. Não é absolutamente necessário obter um exame de sangue para ver se você é deficiente, pois o fato é que a maioria das pessoas não recebe o suficiente.

O magnésio ajuda na reparação dos músculos, relaxa vasos sanguíneos e músculos tensos, e é uma cura milagrosa para enxaquecas e outras doenças.

Além de ajudar na regulação do potássio, o magnésio é fundamental para produção de energia, para o metabolismo, a contração muscular, a transmissão de impulsos nervosos e a mineralização óssea.

Nossos ancestrais bebiam água de poço não tratada ou de riacho, rica em magnésio. Hoje a água que bebemos contém pouco magnésio, assim como os alimentos mais comuns.

Então o que fazer se existe esta deficiência na água hoje em dia?

A melhor forma é suplementar com 3 gramas de Cloreto de magnésio ao dia. Diluir 30 gramas em 1 litro de água e ingerir 100 ml 3x ao dia com limão a gosto para bloquear o sabor amargo.

E enfim chegamos à água que tanto falamos aos que estão em processo de emagrecimento.

BEBA ÁGUA!

Na próxima semana falaremos sobre a importância de beber água em qualquer situação, mas em especial na dieta cetogênica. Água é de suma importância nessa dieta e semana que vem você verá o quanto é importante.

Mais uma vez informo que esta matéria foi editada por mim apenas para formata-la aqui no site, mas é fruto de mais de 10 anos do Médico Pesquisador, Dr. Luiz Henrique Rigatti, seu instagram é o @doutorrigatti, especialista em emagrecimento. Seu site é o www.doutoresdovale.com e é cheio de informação da melhor qualidade, juntamente com seu parceiro o Doutor Andre Gustavo.