Recentemente os brasileiros e o mundo foram mais uma vez surpreendido por uma operação de investigação policial, e mais uma vez nos afetou diretamente, a operação “carne fraca”.

Ué, mas este site não fala apenas de coisas relacionadas à saúde qualidade de vida, emagrecimento e bem estar?

Sim! E é por isso mesmo que resolvemos abordar este assunto aqui trazendo 5 dicas de como escolher bem sua carne.

As carnes são uma das proteínas principais para diversas dietas, como a cetogênica, por exemplo, a carne faz parte do dia a dia de muitas pessoas.

Mas o que tem a ver a operação carne fraca com dietas e emagrecimento? Como posso escolher bem minha carne?

Pois bem, essa operação trouxe a tona, procedimentos de compra, armazenamento e manipulação da carne de forma inadequada, podendo trazer prejuízo a saúde da população.

Particularmente, uma das coisas que mais tenho escutado das pessoas é: _Já comi tanta carne estragada sem saber, que se comer mais um pouquinho não me fará mal.”

Esse pensamento me preocupou e fui pesquisar o assunto. Além disso te ensinar como fazer boas escolhas na hora de comprar suas carnes ou proteínas, aqui  chamamos de mistura.

Mas antes entenda o que aconteceu:

A explicação dada pelas autoridades sobre a manipulação desses alimentos entre outras coisas foi o uso de ácido sórbico e ácido ascórbico nas carnes como forma de conservação e maquiagem de carnes já estragadas transformando a aparência dessas carnes em algo mais visualmente saudável.

arvore tamazeira

O ácido sórbico tem origem numa árvore de tamazeira com ação antimicrobiana, mas a indústria aperfeiçoou esse composto tornado-o  muito mais ativo.

Assim se for usado fora dos limites estabelecidos  pela Instrução Normativa 51 do Ministério da Agricultura ele pode ser sim cancerígeno, principalmente se for misturado aos alimentos em vez de só salpicado por cima desses alimentos.

A verdade é, quem garante que foi usado a quantidade correta, ou que não foram misturados os alimentos em seu processamento, lembrando apenas que esta substância é utilizada com autorização.

A outra substância é o ácido ascórbico, a famosa vitamina C, que não é cancerígena e é um antioxidante poderoso.

Podemos comprovar essa informação colocando gotas de limão, rico em vitamina C, em fatias de maçã, perceberá que a maçã ficará clarinha por mais tempo.

Nas carnes esse ácido é utilizado no processamento, justamente pra que não haja essa oxidação rápida, mas ele não retira o odor do alimento oxidado. Então queremos ajudar você a fazer boas escolhas.

Não precisa parar de comer carne. Vou te dar algumas dicas de como escolher bem sua carne na hora da compra.

5 Dicas para escolher bem sua carne

  • Dica número 1

Escolha carnes que você pode vê-las e sentir sua textura e seu cheiro, exemplo: Açougues.

Um açougue tem seu freezer muito menor do que um grande supermercado ou hipermercado, com isso precisa comprar reposição freqüentemente, dessa  forma a carne não fica ali muito tempo armazenada.

  • Dica número 2

Evite comprar carnes embaladas vácuo com mais de 20 dias de embalado.

As carnes embaladas a vácuo se não refrigeradas adequadamente corre o risco de estragar, e devido estar em embalagens com sangue delas mesmas, só se percebe a alteração da cor e do cheiro quando suas embalagens estão abertas.

  • Dica número 3

carne frecaCompre sempre que puder carne fresca.

A carne fresca cortada na hora te dá à opção de contestar a qualidade dela na hora e na frente do açougueiro.

  • Dica número 4

Não tenha preguiça para comprar sua carne fresca no açougue. Você evita intoxicação alimentar ao escolher uma carne de boa qualidade e fresca.

  • Dica número 5

Observe a cor da carne de boi e de porco, quando estão estragadas apresentam uma coloração cinza e manchas esverdeadas, apresenta também textura viscosa e rançosa além de um odor forte.

Carne de frango também merece atenção nessa dica. Você deve observar o odor se apresenta ou não odor azedo que remete quase que ao amoníaco.

Observe também se está descolorado ou com textura viscosa, alem disso, se apresentar cores amarelas ou esverdeadas jogue fora.

Agora que você aprendeu como escolher bem sua carne com estas 5 dicas que tal você ensinar outras pessoas a escolher tão bem como você?

Compartilhe essa informação, tenho certeza que se souber comprar seu alimento não precisará ficar sem sua carninha gostosa.

Ah e eu já ia me esquecendo, caso você encontre esse tipo de alimento sendo vendido de maneira inadequada, denuncie.